Pular para o conteúdo principal

SOBRE O CLUBE

O Clube do Hacker é representado comercialmente por Marcos W. S. Fróes para a organização e realização de eventos/treinamentos de Tecnologias da Informação e Comunicação através da Fróes Company.
  • Fróes Company:

Experiência
Atuação desde 2002 com TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação).

O nosso trabalho
Trabalhamos para auxiliar os clientes a ganharem tempo e poupar recursos. Em geral, somos claros se realizamos ou não um serviço. Os serviços ofertados neste momento são os que estão no site. Algumas vezes também atendemos a outros pedidos e também aplicamos treinamentos em parceria.

Valores
Somos atentos a aproveitar a experiência das pessoas em suas áreas de atuação, pois consideramos que nossa principal tarefa é ter o controle da técnica e atender as decisões dos clientes. Nosso objetivo é entregar um excelente produto final, mas a grande qualidade de nossos serviços é conquistada através do tratamento de parceria que cedemos aos clientes como uma forma de alcançar melhores resultados aproveitando ambas experiências. 
Temos uma maneira de chegar aos resultados, mas não nos colocamos como donos da razão. Entendemos que se nossos clientes e parceiros sabem onde desejam chegar, estamos aqui para realizar os nossos serviços. De outra forma, buscamos dar por entendido que não realizamos serviços em situações que não há a certeza do que se deseja como produto final, e esse é um procedimento que resolvemos adotar por respeito ao nosso trabalho e para focar o atendimento em atingir a qualidade esperada dos pedidos de serviços.

Missão
Desenvolver uma relação de atendimento eficaz e diferenciada, com foco direto no que nossos clientes e parceiros desejam como produto final.

Ações sociais
Um pouco de nossa atitude, tempo e conhecimento também são investidos diretamente em algumas ações sociais/eventos.

Informações



HISTÓRIA DO CLUBE:

O Clube do Hacker ( www.clubedohacker.com.br ) foi criado em 1998 por Adonel Bezerra com o objetivo principal de fornecer informações sobre o mercado de Segurança da Informação, redes e software livre.
O Clube do Hacker dedica-se ao estudo de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação), e com o tempo vem desempenhando uma grande importância na divulgação de boas práticas de uso dos recursos tecnológicos pelas empresas, mostrando na prática os riscos que todos correm quando os devidos cuidados não são observados.
Atualmente o Clube do Hacker é uma das principais lideranças nacionais no que se refere ao desenvolvimento de conteúdo educacional em software livre e segurança da informação. Além do mais, o Clube do Hacker já tem hoje milhares de associados em diversas partes do mundo.
O Clube do Hacker trabalha ativamente com todos os recursos que a internet pode oferecer com total apoio a nossos clientes tanto na implantação e desenvolvimento de projetos quanto no pós-vendas.
Almejamos novas conquistas, capacitando cada vez profissionais nas áreas de TIC.

Sinta-se bem-vindo(a) ao Clube do Hacker!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HACKER | Análise de Vulnerabilidade e Pentest em Celulares

Vamos apresentar agora um resumo sobre o assunto e no final do artigo você clica no link para conhecer o curso Hacker Investigativo que tem em um de seus módulos o treinamento direcionado para analisar vulnerabilidades e realizar pentest em celulares e sistemas em geral. 

Em algum momento você já percebeu que existe diferença entre Análise de Vulnerabilidade e Pentest? 

Então, Análise de Vulnerabilidade e Pentest não é a mesma coisa. Sendo assim, veja alguns detalhes importantes: 
Análise de Vulnerabilidade 

É o processo de identificação de falhas que o expõem a ameaças, sendo que essas falhas podem ser causadas por erros de programação, má configuração ou simplesmente falha humana. 
A análise serve para mapear os programas e serviços que possam conter falhas e vulnerabilidades, reportando esses resultados através de um relatório. O objetivo é garantir maior segurança ao ambiente e estabelecer uma nova linha de base para futuras análises. 
Quando há suspeita de algum risco é preciso te…

HACKER | Ferramentas essenciais para realizar Pentest

Quais as ferramentas para um Pentest? Cada profissional usará uma forma diferente de realizar o Pentest, mas existem ferramentas essenciais para o serviço. Estude as ferramentas e técnicas Pentest agora!

Uma indicação para os profissionais da área é o Kali Linux (antigo Backtrack), que é um sistema operacional feito para hackers e para a realização de testes de intrusão. O Kali é uma distribuição Linux que possui centenas de ferramentas para realização de testes de segurança e para exploração de vulnerabilidades.

Inscreva-se agora no Curso KALI LINUX | Penetration Testing | Testes de Invasão, Hacking, Pentest! Aulas sobre técnicas hackers e/ou técnicas utilizadas por especialistas em segurança da informação. O Kali Linux é a distribuição Linux mais utilizada para análise de vulnerabilidades em redes de computadores e testes de penetração (pentest). São mais de 300 ferramentas disponíveis no sistema e que podem ser utilizadas para avaliar os níveis de segurança de sistemas computacionai…

FORENSE COMPUTACIONAL | Combate aos crimes digitais

A função da perícia digital ou forense digital ou forense computacional, carreira que mescla a área jurídica com a tecnologia da informação, é reconstruir o passado, constatar a materialidade e apurar a autoria de incidentes tecnológicos. A forense computacional é crescente nos setores público e privado, pois são muitos os casos de fraudes, furtos e agressões que passaram a ser frequentes através de dispositivos informatizados, seja ele um computador de mesa ou um celular.

Aos poucos durante um tempo, e agora mais frequente, existe a necessidade de um profissional com conhecimento em perícia forense computacional, capazes de investigar e produzir laudos periciais que provem a autoria e materialidade de um delito eletrônico. Os profissionais que atuam na área forense computacional são chamados de peritos por possuírem um nível avançado de conhecimento e trabalharem com a investigação de crimes de natureza tecnológica.
Existem os peritos que atuam em órgão públicos com entradas através…